Sistema de Serviços (Spiritia)³

Fórum Oficial do Sistema de Serviços (Spiritia)³
 
InícioPortalClique para ir aos Contratos!MembrosRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Constituição Mercenária!

Ir em baixo 
AutorMensagem
Soulmt, O Ancião.
Regentes
Regentes
avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 19/04/2012
Idade : 22

MensagemAssunto: Constituição Mercenária!   Dom Abr 22, 2012 11:22 am

Constituição Mercenária

Seção 1 Direitos dos Mercenários:

1. Todo Mercenário aceito pelo Sistema de Serviços (Spritia³) tem direito de ser divertir independentes das atividades do Sistema de serviços (Spritia³).
Ou seja:
Todo Mercenário tem direito de jogar como um jogador comum sem estar relacionado a serviços.
Todo Mercenário tem direitos de atacar Coletores de qualquer Guilda sem estar relacionado a serviços.
Todo Mercenário tem direito de atacar Prismas por diversão própria, em estar relacionado a serviços.
Todo Mercenário tem direito de atacar Vilas por diversão própria, em estar relacionado a serviços.
2. Todo Mercenário tem direito de escolher os serviços, que estejam disponíveis a sua quantidade de Honra, livremente. Não é Obrigado a cumprir serviços, se houver indenização total, porém é obrigado a Participar dia a dia Mercenário.
3. Todo Mercenário tem direito de levar assuntos para a Assembleia Mercenária. Ou seja, tem o direito de levar a discussão alguns assuntos que forem considerados uteis pelos Mestres de Espirito.
4. Todo Mercenário durante um serviço tem o direito de Abandona-lo, com a condição de repor qualquer item usado, vindo do cliente, integralmente.
5. Todo Mercenário tem direito de ser levado a Assembleia para casos sérios como Expulsões ou Reinicialização de Honra.
6. Todo Mercenário tem direito de deixar o sistema, e em alguns casos com penalidades dentro do Sistema de Serviços (Spritia³).
7. Todo Mercenário tem direito de Proteção a sua imagem por parte do Sistema de Serviços.

Seção 2 Direito do Cliente ou Contratante:

1. Todo Contratante tem direito ao uso da Intermediação Mercenária, esta é um sistema onde um Regente é escolhido pelo Contratante para intermediar as Kamas durante o serviço.
2. Todo Contratante tem direito de cancelar contratos pre-estabelecidos sem perder a confiança do sistema, com exceção das encomendas. Nestes casos o Contratante perderá o direito de fazer encomendas até que volte a ser de confiança.
3. Todo Contratante tem o direito a receber as Kamas de volta caso o Serviço falhe por culpa do Mercenário.
4. Todo Contratante tem direito de gravar o Serviço e divulgar, com exceção do “Treinamento de PvP”.
5. Todo Contratante tem o direito de sair de nossa lista Negra, seja pelo Tempo.
6. Todo Contratante tem o direito de Debater sobre o Sistema.


Seção 3 Sistema de Serviços (Spritia³) com a comunidade:

1. O Mercenário cujo tenha a Honra necessária tem o direito de fazer Eventos com a colaboração do Sistema de Serviços (Spritia³).
2. Qualquer interessado tem o direito de escrever, desenhar ou entrevistar (aqueles interessados) sobre os Mercenários. Caso cite um Mercenário terá que pedir autorização para o mesmo.
3. Todos os interessados no sistema tem do direito de:
Tentar se aplicar no Sistema de Serviços. Caso não seja aceito tem o direito de saber com detalhes do por que.
Criar outros Sistemas Mercenários.
Tem o direito de copiar os dados do Sistema de Serviços (Spritia³), com exceção de membros, nome do sistema, estrutura de Fórum, constituição completa e a própria identidade.

Regras para Mercenários:

Regras subjetivas:

Ética do sistema Mercenário
Ética é a base da nossa filosofia e nosso ensino, tais não são como normas mais sim princípios fundamentais do individuo.
Para o ensino de novos jogadores também é necessário estar ensinando filosofia Mercenário, sua ética. Assim, o Grão-Mestres* supostamente possuem a sabedoria do clã. Eles devem dominar esta Ética. Mas que é pretensioso afirmar ter apenas a tradução, devem saber como aplicá-las.
Ética Mercenário:
A comunidade é um caminho a seguir e os ensinamentos de uma voz.

Ser um Mercenário é simplesmente um modo de vida, uma profissão que nos leva a ser. É uma filosofia de vida.
A comunidade não é uma grande família ou um potencia militar ...
Na comunidade existem pessoas que optam por praticar a arte de mercenários, pessoas que escolhem para aprender a mesma ética de pensamento e visão da vida.
E as mesmas buscam mudar o futuro com a sua ética. Os mesmos buscam um futuro melhor...

Respeito é ganho respeitando.

Respeito é a base das boas relações entre os membros da comunidade e com não-membros. Este respeito não deve ser imposto, mas conquistado. E da filosofia da comunidade diz que o respeito é conquistado pelo respeito. E um supervisor será sempre assegurar que atendam as classes mais baixas, conversando com eles como seus iguais e para ouvi-los. Da mesma forma devemos respeitar seus superiores para ganhar a sua confiança. É essencial respeito para presenciar um bom ambiente dentro da comunidade.
Auto-disciplina é a ética, por isso não a imposição de regras.
Para evitar mal-entendidos, um oficial que der uma ordem deve sempre garantir que o subordinado entenda o propósito e a razão para este fim.
Antes de repreender um subordinado, um oficial deve sempre tentar entender por que e colocar-se na pele da pessoa. Ele irá certificar-se de explicar como a culpa deve ser evitada.
Não importa o quão clã não-membros tratam-nos, devemos ser sempre respeitoso com eles. Não podemos provar-lhes razão. Se queremos ver uma melhora na visão dos não-membros do nosso clã, que deve ser exemplar.

Saber superar qualquer cansaço do seu corpo, estando tudo errado em sua mente, e qualquer falha de sua alma.

A comunidade nos ensina a aprender a perguntar. Saber a perguntar nos leva ir ainda mais longe na aprendizagem e saber como corrigir todos os defeitos. Temos de ser capazes de reconhecer seus erros, admiti-los e aprender com eles. Você deve saber ver os seus erros e nunca mais repeti-los.
O ensino da comunidade quer que estejamos constantemente evoluindo em direção a uma perfeição utópica, e isto nos permite ter um horizonte para o qual o progresso poderá ser visto.
O ensino da comunidade quer que você saiba pode ir mais rápido que um salto. Se você tomou o caminho errado, saberá voltar atrás e começar de novo porém no caminho certo.
O ensino da comunidade quer que você saiba que poderá perguntar tantas vezes quanto for necessário. Você vê seus erros, você saiba perdoar e seguir em frente.

Coloque um ponto de honra ter um servo de si mesmo.

A Mercenário deve ser autônomo. Não confiar em alguém para suas próprias necessidades ou o seu próprio lucro. Se você exigir algo dos outros, que isso não é para sua própria pessoa,é para o seu conforto, sua preguiça ou outros ...
Cada Mercenário com antecedência e pode ser orgulhoso dele porque seu caminho tem sido o frutífero de seus próprios esforços. Mercenário e cada um pode se orgulhar de ser capaz de ser independente em cada ação que ele se compromete.

Não define a julgar os outros de suas ações.

A pessoa que você melhor conhece tem que ser você. De lá, você é a melhor pessoa para julgar-se.
É até você sabe a perguntar a si próprio, porém isso não funciona com os outros e não deixar que os outros fazê-lo.
Ensino Mercenário quer que saibamos como as coisas em perspectiva da imparcialidade. Sabemos que pôr de lado existem imagem que projetamos muitas vezes distorcidas. Esta imagem não deve influenciar-nos.A contra medida é manter e garantir a mudança quando vemos que ela não corresponderá. Mas em nenhum caso deve nos influenciar.
Quando uma pessoa toma uma decisão sobre nós, devemos primeiro ouvir e analisar. Podemos aprender com se é perspicaz ou mesmo concordar com essa decisão se ele está correto. Mas só os deuses têm o poder real para tentar ... Além disso, cada prova é mais que deve ser tomada com um grão de sal. E da mesma forma que você faz todas as decisões devem ser cuidadosamente considerados!
Mercenário possui a educação nos ensina a não culpar os outros vendo-os de maneira tão distorcida. Mas sim de tentar entender, argumentar contra ele e ensiná-lo de seus erros.
O importante e o fundamental é ser honesto consigo mesmo. Se estiver, então você sempre cai estar na capacidade de reconhecer seus defeitos e suas razões e sabem o que corrigi-los.

Em qualquer circunstância você é, permanece como uma ilha no meio das ondas, como uma montanha entre as nuvens.

O ensino da comunidade quer que sejamos capazes de nos controlar em qualquer situação. Temos de controlar nossos sentimentos, vossa ira. E se por ventura descontrolar-se, temos que aprender a nos desculpar.
Nossa capacidade de pensar funciona melhor quando é tranquila, e assim podemos tomar as melhores decisões.
A excitação cresce resulta na raiva, raiva resulta a culpa.
Quando agimos, devemos agir com bom senso e da lógica e não a emoção ou impulso.
Autocontrole é a chave para a educação Mercenário.
Controle do senso comum e controle emocional são as chaves para o autocontrole.

Ser imparcial, aceitar qualquer tarefa que deva ser executada. Mas você aprender a não manipular.

Quando você concorda em cumprir um contrato que você tem que cumprir. É a reputação de todos os Mercenário está em jogo, mas tome cuidado para não errar com nada como um contrato. As pessoas podem ser enganosas e pode fazer-nos a fazer coisas que são triviais à primeira vista, e se tentarmos manipular estas pessoas, tudo poderá se virar contra agente.
Sempre pensar duas vezes antes de aceitar um contrato. É importante não ter nada contra ao contrato, é importante a tolerância e o respeito.


Manter sua neutralidade a eventos deste mundo, para lidar com toda e qualquer circunstância.

Ensino Mercenário disse que o Mundo dos Doze é feito de um equilíbrio inabalável. Só os deuses podiam fazer pender a balança de uma maneira que o outro. De lá, vivendo em um extremo que se torna uma utopia que leva à desilusão e desespero.
A educação Mercenário ensina que a vida é comparável apenas à vida. Seu valor é comum e que a vida de fulano de tal não vale mais do que outro. O que quer que as ações de cada um valem a mesma coisa no plano divino.
A educação Mercenário ensina que não é bom no mal e não é mal em bem, mal, disse que um ato pode causar um ato do bem e do mal, disse boa causa. Sempre haverá pessoas de todos os tipos e que essa diversidade criou uma marca que não muda. Apesar dos esforços e do desejo de alguns, o saldo ainda está se recuperando no lugar de uma vez ou outra.
A educação Mercenário ensina que o mundo é como um tabuleiro de jogo, com regras que podem mudar, mas definir certos limites intransponíveis. Portanto, é impensável para mudar o mundo ou as pessoas que vivem além dos limites estabelecidos pelos próprios deuses.
A educação Mercenário ensina que não devemos julgar os outros, que só os deuses podem julgar. Qualquer ato, as razões podem escapar-nos e nós nunca mais será muito bem colocado para julgar.
A partir deste conhecimento, a educação Mercenário disse que é, portanto, quem não trabalhar para mudar o Mundo. Ela nos diz que devemos viver para si, definindo os limites para sempre respeitar os outros seres. Todo mundo poderia viver por si mesmo sem se preocupar com o resto, mas isso causaria o caos sem nome que acabaria por beneficiar individuais ou muito poucos. Respeito pelos seres é essencial para desenvolver bem neste mundo, porque nós escolhemos a viver juntos e não na competição.
Se vivemos para nós mesmos, por isso não temos interesse algum em interferir e lidar com qualquer caso. Se interfere é que temos tomado uma decisão (que pode ser distorcida), que não atendem pelo menos uma pessoa (aquele contra quem interferimos) e, portanto, que estamos tentando fazer pender a balança (para alguém ou alguma coisa ...), então no final ele permanecerá equilibrada. Assim, sem qualquer interesse e com total desistência.
A educação Mercenário nos ensina que a única maneira de agir para os outros, sem julgamento, enquanto ele encontrou algum interesse, é por meio de mercenários. Os mesmos, mesmo sem intenção de ajuda, poderá beneficiar os outros.


Regras concretas:

1. Todo Mercenário deve saber quais são as Regras da Ankama, e sobre tudo, respeita-las.
2. Todo Mercenário deve comprovar frequência através do Login do Forum privado do Sistema de Serviços (Spritia³).
3. Todo Mercenário deve cumprir justamente os Contratos aceitos.
4. Todo Mercenário deve ter respeito ao seus Superiores e Contratantes. Este é definido pelas palavras usadas e pelo contexto. Criticas não se encaixam como desrespeito.
5. Todo Mercenário, quando convocado e aceito, deve comparecer a Assembleia Mercenária.
6. Toda Pena aplicada pela Assembleia Mercenária é absoluta.
7. Todo Mercenário deve cumprir as Regras Concretas e respeitar a Lista Negra.
8. Todo Mercenário, assim que for discutido o Sistema de Serviços (Spritia³), deve assumir uma posição na discussão.

Aceitação/Alteração de Contratos:

Qualquer contrato que não seja contra as regras da Ankama poderá ser aceito no Sistema de Serviços (Spritia). Para sugerir um novo comunique um Grande Mestre Mercenário ou o Fundador.
Lista Negra:

Aqueles cujos os nomes estiverem na lista negra não podem se relacionar com nada do Sistema de Serviços (Spritia³)
Poderão ir para Lista Negra:
1. Clientes Enganosos. Que enganaram Mercenários oi trapacearam com o Sistema de Serviços (Spritia³).
2. Mercenários que descumprirem as Regras, suas funções, seus contratos ou as regras da Ankama.
3. Aqueles que descumprirem as regras de bom convive-o, sobre curto período.
4. Aqueles que se aproveitarem do Sistema de Serviços (Spritia³).

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://spiritiaaocubo.maisforum.com
 
Constituição Mercenária!
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Reinterpretação da constituição japonesa
» Os Mercenários – DVDRip RMVB – Legendado
» Av2 - Psicopedagogia Institucional - O Lúdico e Suas Contribuições a Psicopedagogia
» Respostas das provas 1 e 2 Educação, Sociedade e Práxis Educativa
» RESPOSTAS AVALIAÇÃO 1 PSICOLOGIA 1 SEMESTRE

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Sistema de Serviços (Spiritia)³  :: Constituição Mercenária :: Tradições Mercenárias-
Ir para: