Sistema de Serviços (Spiritia)³

Fórum Oficial do Sistema de Serviços (Spiritia)³
 
InícioPortalClique para ir aos Contratos!MembrosRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 A Maldição de Al Howin

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Banto, o Artista
Juizes
Juizes
avatar

Mensagens : 12
Data de inscrição : 16/08/2012
Idade : 25
Localização : [2,0]

MensagemAssunto: A Maldição de Al Howin   Sab Nov 10, 2012 6:30 pm

A Maldição de Al Howin

Escritor anônimo

Todo ano no fim de Octolliard, a maldição de Al Howin toma conta do Mundo dos Doze. Suas gavinhas[1] maléficas metamorfosearam os gentis Tofus e Gobballs em criaturas assustadoras, sedentas por sangue. Fique esperto, essa maldição está pegando, ela pode facilmente passar de monstros para aventureiros!
Mas como tudo isso começou?

Tudo começou com uma insignificante competição de vila... não muito tempo atrás, em uma região não muito distante... Porém, para um punhado de fazendeiros, o prêmio supremo estava em jogo. Um puxador de Pumpkwin[2] se tornaria o distribuidor oficial por todo o reino de Amakna, respeitado por todos e publicamente nomeado pelo rei. Era um troféu cobiçado, e muitos homens subiriam de farrapos para ricos baseados apenas no tamanho de suas Pumpkwins.

Esse ano foi o ano de Al Howin. Ao menos foi o que ele pensou. Ninguém podia negar que ele era o homem que levantou o troféu por 15 anos consecutivos. Ninguém podia negar que ele reivindicava que ele era sem dúvida o melhor criador de Pumpkwin que o continente já viu. Ninguém podia negar que ele era abençoado. Mas esse ano ele estava ansioso. Ansioso para ver o que outros fazendeiros iriam trazer... E mais ansioso ainda cada vez que ele chegava para apreciar uma de suas jóias embaixo de uma folha de Pumpkwin. Elas não estavam crescendo! Sua safra[3] não estava apenas atrasada em relação a temporada, como também pareciam estar encolhendo a cada semana que passava...

O que as pessoas necessariamente não precisam saber é que mesmo um trabalho tão duro quanto o cultivo de Pumpkwin deixa tempo de sobra para certas artimanhas. E Al Howin estava se metendo em todo tipo de lugar errado possível, a maioria com um Bwork Mago que o nome nós não ousamos pronunciar.

Ah, que vá pro inferno - o nome do cara era Shtefwan, e quando Al falou do problema, o velho e grisalho Bwork Mago olhou calmamente para seu protegido e grunhiu: " Há um modo. Mas o preço a se pagar é muito mais alto do que o prêmio. Cada vez que eu dobrar o tamanho de uma Pumpkwin pura segurada por sua mão, você sofrerá um ano de vergonha por cada uma das sementes desse legume".
Al Howin ignorou o aviso. Ele jurou que nenhum preço seria alto o bastante para o que ele sabia que havia começado. Por isso, ele estava disposto a acabar até com Rushu por conta própria. E assim foi feito. Com o balançar do cajado de Shtefwan, e umas poucas palavras que nós realmente não iremos proferir aqui, cada uma e toda Pumpkwin no caminho explodiu em tamanho.

Al Howin ganhou, e a noite caiu na vila.

Houve uma grande festa após o festival, e Al Howin estava longe de ser modesto e simpatizar com a concorrência. Mas assim como uma espada cuidadosamente trabalhada nas mãos de um campeão criminoso, o feitiço realmente tinha dois gumes[4]. Como as festividades cresciam em intensidade, os campos não vigiados de Al Howin começaram a se agitar com um tipo de vida completamente diferente, Gobballs. Eles estavam famintos e insanos, tudo que viam eram as Pumpkwins encantadas. Uma mordida era o suficiente para que a maldição fizesse efeito. Eles foram imediatamente transformados em criaturas hediondas[5], metade Gobball e metade Pumpkwin. No tormento do pânico, as criaturas híbridas começaram a atacar tudo que estava pela frente, atacavam até mesmo uns aos outros, e justo quando parecia que não podia ser pior, foi descoberto que a maldição era contagiosa.

Mas finalmente a "maldição-que-não-podia-piorar", como os papéis a chamaram, começou a retroceder. Até mesmo uma cura foi descoberta... Ela foi achada meio que por acidente - por uma criança medrosa escondida numa Pumpkwin oca - que trocando aparência por substância, ou seja, parecendo um idiota em um chapéu de Pumpkwin improvisado, descobriu que os efeitos da maldição poderiam ser destruídos.
A trapaça de Al Howin foi logo desmascarada e sua associação com o desonrado Bwork Mago chegou a um fim. O famoso camponês foi banido pra sempre de Amakna, e fugiu pra longe de suas terras, fora de vista e fora da mente das pessoas. Ninguém sabe pra onde ele foi ou o que aconteceu com ele... Mas a cada ano desde então, quando o aniversário de sua última fatídica[6] e vergonhosa vitória se aproxima, sua presença chega sem bater na porta mais uma vez, e a velha angústia recai sobre Amakna... se o último ano foi algo que demorou pra passar, esse deverá ser um longo mês!




"Meu Devhorror! Você o matou! Ele era a obra prima da minha arte sinistra! O fruto combinado do meu esforço, minhas entranhas e meu trabalho duro!
Levou anos para que eu preparasse minha vingança, meu retorno, meu triunfo... Eu gastei anos explorando as profundezas da Magia Bwork... Anos que acabaram de ser roubados!


- Pedir pra sair do calabouço.




"Sair daqui? Você? Ha ha ha, sua Pumpkwin está indo para o lado errado, criança! Depois do que você fez, realmente acha que vai sair daqui vivo?
Ouça. As histórias que eles contam sobre mim são todas verdadeiras. Para manter meu status de melhor fazendeiro dessa terra, eu fui de um modesto camponês a uma lenda viva em questão de horas.
A cada ano, o continente todo se lembra da minha maldição. Eu estou preparado para recorrer às magias mais negras para não perder minha fama... Então conte me, você está pronto para ser usado como fertilizante?


- Ataque Al Howin.

====================X====================

Vocabulário:
1 - Gavinha: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gavinha
2 - Pumpkwin: as abóboras de Amakna
3 - Safra: período anual de venda de produtos agropecuários
4 - Gume: lado cortante de uma lâmina
5 - Hediondo: horrível, repugnante
6 - Fatídico: sinistro, trágico

Créditos:
Tradução - by me e ok, um pouco de crédito para o Google Tradutor.
Vocabulário - by me.
Texto original - by Ankama.

____________________
Frase do dia: "só existem três coisas infinitas, o universo, a estupidez humana... e a quantidade de Zubats nas cavernas de Pokémon".

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.dofus.com/pt/personagens/spiritia/banto-77185206001
 
A Maldição de Al Howin
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» A maldição de Tails Doll

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Sistema de Serviços (Spiritia)³  :: Taberna :: Historias e Contos.-
Ir para: